Encontre seu lubrificante

FATORES QUE DEGRADAM SEU LUBRIFICANTE

Saiba mais

pizzanilubrificantes.com.br/

Você conhece os motivos que levam o óleo lubrificante a se degradar?

A degradação do óleo lubrificante é uma coisa inevitável, é a principal responsável por termos que realizar a troca do lubrificante pós-operação. Entre os fatores que levam à degradação, sem dúvida a oxidação é o principal deles. A oxidação nada mais é do que a reação do oxigênio com a molécula do óleo lubrificante, seja o oxigênio do próprio ar ou o oxigênio presente na própria água e na umidade. Essa oxidação do óleo pode ser identificada muitas vezes tanto visualmente pelo escurecimento do óleo lubrificante, como por fatores que levam à formação de borra e de vernizes no ambiente do equipamento, no entanto, sem dúvida nenhuma que a análise do óleo é primordial, pois com ela conseguimos verificar um fator muito importante que é a acidez do óleo. Quanto maior é a acidez do óleo maior é um indicativo de oxidação daquele lubrificante.

MAIS O QUE CAUSA À OXIDAÇÃO DO ÓLEO?

Existem alguns motivos que estão relacionados a isso:

  • Variação constante da temperatura, que leva ao chamado craqueamento é um desses fatores, por isso o controle da temperatura operacional durante a operação é fundamental para que o óleo lubrificante tenha uma ação duradoura e seu equipamento. Essa variação de temperatura, leva a um colapso térmico que fatalmente altera a estrutura química do óleo, muitas vezes incrementando a sua viscosidade e diminuindo assim a eficiência da lubrificação como um todo. Esse colapso térmico também pode ser induzido por variações de pressão, o que é um problema muitas vezes em sistemas hidráulicos.
  • O outro fator que leva a oxidação acelerada de um óleo lubrificante, sem dúvida nenhuma que é a contaminação por agentes externos, principalmente a água e demais agentes químicos. Essa contaminação externa leva à diminuição da quantidade de aditivos que estão presentes no óleo lubrificante, que estão ali para serem sacrificados no lugar da película lubrificante propriamente dita, ou seja, quanto menor a quantidade de aditivos restantes no óleo lubrificante, menor vai ser a sua vida útil e maior o comprometimento que pode trazer para a sua manutenção e para sua lubrificação de eficiência.

Para garantir uma lubrificação segura esteja sempre atento a estes temas abordados. Verifique tanto visualmente a coloração do seu óleo e a sua modificação com o passar do tempo. É imprescindível acompanhar pela análise do óleo e a presença de água.

Ficou com dúvidas? FALE AGORA MESMO COM UM DE NOSSOS ESPECIALISTAS!

Por fim, gostaria de dizer muito obrigado por acompanhar nosso conteúdo. Convido você para se inscrever no nosso Canal no YouTube e desbravar o mundo da lubrificação de forma interativa e prática. Nos vemos em breve, até!