Encontre seu lubrificante

OS RISCOS RELACIONADOS AO USO DO CARBON BLACK NA EXTRUSÃO

Saiba mais

OS RISCOS RELACIONADOS AO USO DO CARBON BLACK NA EXTRUSÃO

Antes de mais nada, vamos conhecer os riscos do carbon black, importante na lubrificação do dummy block ou do pistão durante a extrusão de alumínio e outros processos similares.


CARBON BLACK?

Primeiramente, o termo se refere a pós finos (10-500µ) feitos de carbono elementar. A produção consiste principalmente na pirólise controlada de hidrocarbonetos na fase vapor ou líquida, como destilados de petróleo, produtos de alcatrão de carvão, gás natural ou acetileno (bastante utilizado na extrusão de alumínio).

Por volta de 1850, foi quando começou sua produção, desde então, o composto foi usado como agente de reforço em produtos de borracha, mas também na indústria automotiva, na fabricação de baterias de células secas, como pigmento para tintas e fabricação de plásticos.

Assim, a tabela abaixo mostra as principais propriedades deste produto:

OS RISCOS RELACIONADOS AO USO DO CARBON BLACK NA EXTRUSÃO

CARBON BLACK – CAS Nr. 1333-86-4
PROPRIEDADE VALOR / DESCRIÇÃO
Aparência
Odor Inodoro
Valor do pH, ASTM 1512 4 -11, água 20°C
Ponto de Fusão 3000 °C
Ponto de Ebulição 3000 °C
Densidade Relativa 1,7 – 1,9 g/cm3
Densidade a granel (pó) 200 -700 kg/m3
Solubilidade em Água Insolúvel
Conteúdo volátil 0,2% máx.

A PERICULOSIDADE E RISCOS DO CARBON BLACK

Em 1996, a IARC (Agência Internacional de Pesquisa do Câncer) classificou o carbon black como parte do grupo 2B, que é quando existem evidências limitadas de que o agente é carcinogênico para humanos e evidências insuficientes de que ele é carcinogênico para animais ou quando não há evidências suficientes em ambos os casos, mas há dados relevantes de que ele possa ser carcinogênico.

Desde então, vários estudos foram realizados para demonstrar os efeitos da aplicação do carbon black na saúde humana.

Ou seja, segundo estudos o carbon black tem um impacto direto no desenvolvimento dos seguintes tipos de câncer:

  • Pulmão
  • Estômago
  • Pele

Contudo, sendo o primeiro, pulmão, o mais relevante, existem outras doenças também descritas na literatura. Seja como for, não há informações suficientes disponíveis para estabelecer uma relação causa-consequência.

O QUE PODERIA SUBSTITUIR O CARBON BLACK?

A princípio, um agente desmoldante alternativo pode ser aplicado para substituir e para proporcionar os mesmos efeitos que os produtos tradicionais. Nesse sentido, a Pizzani Lubrificantes possui um agente desmoldante inovador, disponível em estoque, o STAG 11, uma solução aquosa de fácil aplicação por pulverização.

Em outras palavras, o STAG 11, fabricado pela MotulTech Baraldi, atua como um substituto para os produtos tradicionais, como o carbon black (queima do gás acetileno), proporcionando a proteção necessária às partes metálicas envolvidas. Ou seja, um desmoldante de desempenho superior e sem expor os trabalhadores às condições de trabalho agressivas e prejudiciais.

Dessa forma, as principais vantagens deste produto em relação à saúde e segurança dos trabalhadores são:

Segurança no ambiente de trabalho: não produz fumaça ou vapores agressivos, diminuindo os riscos de complicações respiratórias; não inflamável e sem riscos de incêndio nos ambientes de trabalho.

Aplicação: facilmente aplicado por pulverização, sem contato direto com a pele humana.


Enfim, agora que você já conhece os riscos relacionados ao uso do carbon black na extrusão, imagino que tenha compreendido o potencial do STAG 11, entre em contato conosco AQUI e conheça mais benefícios.

Por fim, gostaria de convida-los para uma visita em nossa página do Linkedin, com conteúdos semanais e informativos que vão agregar ainda mais em sua vida profissional.

#WeMoveTheFuture