Encontre seu lubrificante

QUAIS PROBLEMAS PODEMOS TER AO MISTURAR LUBRIFICANTES?

Saiba mais

pizzanilubrificantes.com.br/

Sabemos que a vida da manutenção, especificamente do lubrificador, é muito complicada, muitas vezes é preciso tomar decisões rápidas que nem sempre são as melhores.

Existem algumas situações que pode parecer muito vantajoso fazermos a mistura de graxas ou de graxa com óleo, no entanto isso pode ser um grande problema.

Um exemplo muito claro, se trata da lubrificação de correntes, as vezes o óleo que está disponível para a lubrificação não possui uma aderência tão grande, então é muito comum a mistura de graxa com esse óleo para aumentar a adesividade desse lubrificante.

O grande problema é que esta graxa mais o óleo, além de não está totalmente homogenia essa mistura, ela não vai penetrar entre a bucha e o pino da corrente, que é o local onde se tem maior atrito e onde este lubrificante precisa estar.

A solução para este caso específico da lubrificação das correntes, não é misturar o óleo com a graxa para melhorar adesividade, mas, sim utilizar um óleo lubrificante de alta aderência.

Falando especificamente da mistura de graxa com graxa ou a adição de aditivos adicionais a essa graxa, também pode ser um grande problema, pelo seguinte motivo, por exemplo, quando temos uma graxa indicada para alta temperatura e uma outra graxa indicada para alta rotação, a mistura desses dois produtos não garantirá uma eficiência grande para alta temperatura e alta rotação, muitas vezes pode-se perder a propriedade dessas duas graxas em conjunto e ela ser um péssimo produto.

Outro exemplo, é adição de alguns elementos como grafite, bissulfeto de molibdênio, PTFE às graxas, prometendo melhorar sua performance. É bom lembrar que essas misturas no ambiente industrial, no ambiente da manutenção nunca serão tão efetivas quanto o próprio processo de formulação da graxa.

CONCLUSÃO

Mistura de lubrificantes, mesmo que sejam de mesmas bases químicas, como vemos naquelas tabelas de compatibilidade, nunca devem ser realizadas no ambiente da manutenção, pois, problemas sérios de performance podem acorrer.

Por fim, gostaria de dizer muito obrigado por acompanhar nosso conteúdo. Convido você para se inscrever no nosso Canal no YouTube e desbravar o mundo da lubrificação de forma interativa e prática.

Se você ainda tem alguma dúvida se o lubrificante que você está utilizando é a melhor opção para o seu equipamento, FALE AGORA MESMO COM UM DE NOSSOS ESPECIALISTAS, que vamos indicar o melhor produto para sua aplicação! Nos vemos em breve, até!